13 novembro, 2008

Passagem de categoria do fem 2 para o fem 1

Fico muito feliz em saber que finalmente q todo o trabalho que foi feito
por varias meninas , na ABSFE e antes da ABSFE esta sendo colocada em prática.
Isso é uma grande evolução para a categoria feminina.
Parabéns a todas as skatistas.
e Obrigada CBSK por nos ajudar a relizar estes projetos.
Tat Marques

_____________
O Conselho Feminino da CBSk está com os trabalhos a todos vapor e o quarto encontro aconteceu em 08 de Novembro, no CEU Aricanduva em São Paulo (SP) ao lado do Shopping Aricanduva.
Na ocasião compareceram Cintia Augusta, Marta Linaldi e Miriam Alves representando o Street, Renatinha Paschini representando o Vertical, Christie Aleixo pelo Downhil Speed e Longboard, Bruna Goveti pelo Slalom e Raquel Freitas pelo Downhill Slide além de Ed Scander pela CBSk e Diego Santos como ouvinte.
A pauta desta vez foi a definição dos critérios para passagem de categoria em Feminino II e Feminino I em todas modalidades (Street, Mini Ramp, Banks, Downhill Slide, Longboard etc).
Antes houve uma retropesctiva do que aconteceu nos encontros anteriores conforme a seguir:

* Em 18 de Setembro, na Estação Jovem de São Caetano do Sul (SP), as meninas presentes listaram as necessidades da categoria para um desenvolvimento mais adequado como:

- definição de critérios para o Ranking do Bolsa Atleta para meninas
- definição de melhores critérios para passagem de categorias
- fomentação da difusão de informação para as praticantes saberem como melhorar o relacionamento com patrocinadores e investidores
- desenvolvimento de condições para melhorar os patrocínios para skategirls
- desenvolvimento de um trabalho de conscientização de promotores de eventos e empresários para investirem mais na categoria
- criação de condições para aumentar a premiação em competições com categorias femininas
- realização de ações para estimular o aumento da prática de Skate entre as meninas
- criação da categoria profissional especificamente para meninas
- realização de demonstrações femininas com pagamento de cachês durante campeonatos profissionais



* Em 04 de Outubro, na sede da UBES/UPES ao lado do metrô Ana Rosa em S. Paulo (SP), quando foram definidos critérios para o Ranking do Bolsa Atleta 2009 para meninas. Também foi escolhida a Ana Paula de Araújo como responsável pelo contabilização dos pontos das participantes no Ranking para o Bolsa Atleta.


* Em 25 de outubro junto com a Session Feminina e Premiére do Skirboarders, na Pista de São Caetano do Sul (SP), as skategirls definiram os pesos em "estrelas" de cada item no Ranking do Bolsa Atleta 2009 para meninas:

- Estrutura: oferecer ambulância, água, alimentação, banheiro, área coberta para descanso das competidoras, iluminação, isolamento da área de competição, seguranças, quantidade e qualidade dos obstáculos condizentes com o nível técnico das meninas: valendo até 1,5 estrelas
- Comissão Técnica: composta com juízas mulheres e/ou membros do Quadro de árbitros da CBSk: valendo até 1,5 estrelas
- Divulgação / Cronograma: através de convites via e-mail com o prazo mínimo de 1 mês avisando às participantes de ser válido pelo Ranking, além de matérias em sites especializados e cartazes, tempo de treinamento por baterias e cumprimento do cronograma anunciado antecipadamente pelo menos com uma semana: valendo até 1 estrela
- Premiação: qualidade dos prêmios seja em shapes, trucks, rodas, rolamentos, tênis (mesmos masculinos), não apenas roupas femininas, além de trófeus para as três primeiras e medalhas para as demais finalistas: valendo até 0,5 estrela
- Representatividade: quantidade de competidoras, número de municípios e Estados participantes: valendo até 0,5 estrela


Ficou acordado também que as análises dos os eventos que ofereçam as categorias Feminino 1 e/ou 2 acontecidos no período serão feitas durante as reuniões do Conselho Feminino da CBSk, quando será definido a quantidade de estrelas recebidas em cada campeonato e pontuação de cada uma de suas participantes.
Conforme a quantidade de estrelas num evento, a tabela de pontuação será de acordo com o abaixo:

- 01 estrela: 400 pontos para a campeã, 380 (95% dos pontos do campeão) para a vice, 361 (95% dos pontos do vice) para a terceira e asim por diante até a última colocada
- 02 estrelas: 600 pontos para a campeã, 570 (95% dos pontos do campeão) para a vice, 542 (95% dos pontos do vice) para a terceira e asim por diante até a última colocada
- 03 estrelas: 800 pontos para a campeã, 760 (95% dos pontos do campeão) para a vice, 722 (95% dos pontos do vice) para a terceira e asim por diante até a última colocada
- 04 estrelas: 900 pontos para a campeã, 855 (95% dos pontos do campeão) para a vice, 812 (95% dos pontos do vice) para a terceira e asim por diante até a última colocada
- 05 estrelas: 1.000 pontos para a campeã, 950 (95% dos pontos do campeão) para a vice, 903 (95% dos pontos do vice) para a terceira e asim por diante até a última colocada


Depois de apresentado o que aconteceu e ficou decidido nas reuniões anteirores, as presentes conversaram e analisaram os melhores critérios para passagem de categoria em Feminino II e Feminino I.
Após de escutarem as diferentes opiniões e haverem muitos consensos, o Conselho Feminino da CBSk decidiou que a partir de 2009 as seguintes regras estarão valendo:

- Para uma menina que compete no Feminino 2 passar para o Feminino 1 deverá permanecer nesta categoria no mínimo 2 anos e no máximo em 4 anos deverá virar Feminino 1
- O primeiro campeonato que a menina competir no começo do ano definirá sua categoria na temporada
- Se não houver numa competição a categoria Feminino 2, as skategirls do Feminino 2 poderão competir com as do Feminino 1 não sendo obrigada a passar de categoria
- Se uma skategirl do Feminino 2 competir no Feminino 1 num campeonato que não é oferecida a categoria Feminino 2, seus pontos não valerão para o Ranking do Bolsa Atleta
- Se uma menina correr no Feminino 1 havendo Feminino 2 no mesmo campeonato, ela não poderá voltar para Feminino 2, porém se esta não tiver 2 anos de competição será impedida de participar deste evento
- As competidoras do Feminino 1 não poderão competir no Feminino 2 de nenhuma maneira, mesmo se num campeonato não haver Feminino 1.

Estas regras poderão ser alteradas no futuro caso seja vontade do Conselho Feminino da CBSk e este se reunir para tanto.
Com estas quatro reuniões do Conselho Feminino da CBSk passos importantes foram dados para evolução das skategirls brasileiras e logo os primeiros frutos deste trabalho irão aparecer.
A CBSk agradece a todos que participaram deste conselho até o presente momento como Alessandra Vieira, Alexandra Estalnofi, Ana Paula de Araújo, Andrelle Araújo, Bia Sódre, Bruna Goveti, Brunna Separovick, Cahrol Oliveira, Christie Aleixo, Cintia Augusta, Débora de Oliveira, Eliana Sosco, Evelyn Leine, Fernanda Valiati, Gabi Saes, Karen Jones, Karen Lisboa, Jade Cardia, Ligiane Xuxa, Lorenlay Crislainy, Marta Linaldi, Mary Jane, Miriam Alves, Raquel Freitas, Renata Lopes, Renatinha Paschini, Renatinha Santana, Ruany Caroline, Tatiane Marques, Thamara Cardia e Yasmin Karen além de Diego Santos, Ed Scander, Eduardo Gabriel, Fábio Castilho, Helton Fernandes, Lúcio Nunes, Marcelo Bastos, Renan Pereira, Yago Aleixo e Wanderson Almeida que prestigiaram os encontros.
__________


Obrigada Ed

Um comentário:

edscander disse...

Disponham sempre, meninas! Logo presenciarão um crescimento de meninas andando de Skate como nunca aconteceu e fico feliz em participar desta evolução. Afinal vocês merecem pelo trabalho que tiveram nos últimos anos desde da época da Leni Cobra, Monica Polistchuck, Giuliana Gatinha, Ana Paula Negrão, Liza Araújo, Luciana Ellington, Tatiane Marques, Patrícia Resende, Patrícia Teixeira, Michelle Senn, Marta Linaldi, Edilene Osório, Evelyn Leine, Alessandra Meduza, Ana Paula Araújo até chegar aos dias de hoje. Boas sessions sempre.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget