30 setembro, 2006

A PRIMEIRA REUNIÃO ABSFE ( 19.06.2004)

as meninas presente
as meninas assistindo o video gringo fem.
Bom, esta foi uma matéria, falando sobre a Primeira reunião que a ABSFE fez. Onde muitas se conheceram, onde se iniciava um sonho, onde nós estavamos conhecendo a Evelyn e ela nos conhecendo. Era uma atitude inicial, mesmo vindo pouquissimas meninas, até hj este quadro não mudou. Ja rolou outras reuniões , eventos, e as interesadas, sempre são as mesmas, sempre são as pesssoas que levam o skate feminino além de um sonho, leva -o com uma responsabilidade e um compromisso de mudar o presente futuro. Mas as tentativas não param , jamais.
Quem é de verdade sabe quem é de mentira.




"Completamente decepcionante! Esse foi o primeiro sentimento que bateu nas meninas que deram um duro danado para que tudo desse certo na reunião do dia 19 de junho e acabaram se deparando com a pista quase vazia. O lugar estava perfeito, o dia estava lindo, tinha alguns comes e bebes, uma pista enorme aberta totalmente para nós, e mídia para nos ajudar na divulgação, mesmo assim, muitas interessadas no skate não compareceram nessa reunião, que tinha como objetivo principal falar dos planos da ABSFE (Associação Brasileira de Skate Feminino) entre outros assuntos, e ouvir as opiniões de todas as atletas para ver o que melhorar no skate feminino brasileiro.
Mesmo assim, a reunião aconteceu com as poucas meninas que estavam presentes (15 meninas), afinal, todas elas tinham muito para falar. Vários assuntos foram discutidos, idéias e opiniões expostas e algumas conclusões tiradas. A principal delas, é que não poderá haver grandes campeonatos, eventos

Rodinha formada... papo rolando solto.
e mídias para o skate feminino se não houver interesse das meninas em se organizarem para tomar iniciativas e fazer o negócio andar de vez aqui no Brasil. Foi realizada uma pesquisa no dia 13 de maio (dia do 1º Encontro Unidas Pelo Carrinho) onde a questão era o que faltava pro skate feminino nacional e, adivinhem: Grande parte dos depoimentos reclamava da falta de incentivo das marcas na categoria. E não parou por aí, a pesquisa continua sendo realizada no site e as opiniões são sempre as mesmas, aliadas à união das atletas, eventos e campeonatos com a categoria feminina, força de vontade das próprias skatistas, entre outros.
Agora vamos tentar 'desmembrar' tudo isso. Primeiro, as marcas não estão incentivando as atletas, pois não estão vendo as mesmas se mobiliza-rem, então preferem continuar inves-tindo no que traz retorno. Para haver categoria feminina em todos os cam-peonatos, tem de haver mais união das interessadas nessa exigência. O número de meninas que correm cam-peonatos, apesar de estar crescendo,

Um vídeo do All Girl Skate Jam para distrair e esperar por alguma menina atrasada.
ainda é pequeno, e é aí que deve entrar a união, o incentivo às novatas, àquelas meninas que chegam na pista para aprender a andar, mas que acabam desistindo por falta de incentivo, de companhia. Um problema está ligado ao outro, e para começar a melhorar tudo aqui no Brasil as meninas devem se unir para conseguir inserir a categoria nos campeonatos, melhorar o skate feminino em técnica/nível, conseguir patrocínios e mídia, organizar grandes eventos para correr campeonatos com as gringas, aqui e no exterior.
O mercado do skate feminino brasileiro só tende a crescer e isso é bom para todas que se interessam pelo esporte. Seria ótimo poder correr vários campeonatos, viajar o mundo inteiro e conhecer diversas pessoas fazendo o que se gosta.Como a vontade de crescer é muito grande, a ABSFE está programando ainda para este ano um campeonato feminino dividido por categorias.
( texto/fotos: Evelyn)

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget